TwitterFacebookRSS FeedEmail
Clínica da Família Izabel dos Santos

07 abril, 2013

Você sabe a diferença? Atenção Primária de Saúde,Atenção Secundária e Atenção Terciária?

Não sabe? 


Então, entenda agora...



Atenção Primária de Saúde (APS) 

Estabelece todas as ações de promoção, prevenção e proteção à saúde em um território definido e é de responsabilidade do município. 

        Fazem parte da APS: 

                 
    (Principal estratégia de organização da atenção básica) 



Funciona para triagem e encaminhamento. Os profissionais devem ser capazes de resolver problemas de saúde mais comuns e de dominar novos saberes que promovam a saúde e previnam doenças. A Unidade Básica de Saúde da Família deve realizar assistência integral, contínua e de qualidade, desenvolvida por uma equipe multiprofissional 
que atua na própria unidade ou nos domicílios e em locais comunitários, como escolas, creches, asilos, entre outros. Elas elaboram e executam programas educativos e de prevenção a doenças, a fim de promover mudança de hábitos, costumes alimentares, higiene pessoal, atenção com esgotamento sanitário e vacinação de crianças e animais. 




  



Conjunto de ações que proporcionam o conhecimento, a detecção ou a prevenção de qualquer mudança nos fatores determinantes e condicionantes da saúde individual ou coletiva, com a finalidade de recomendar ou adotar as medidas de prevenção e controle de doenças e outros agravos.


                                          
                
Conjunto de ações capazes de eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde e de intervir nos problemas sanitários decorrentes do meio ambiente, da produção e da circulação de bens e da prestação de serviços 


    




 Conjunto de ações para conhecer, detectar e prevenir mudanças em fatores determinantes e condicionantes do ambiente que interferem na saúde do homem.

  



Promoção e prevenção da saúde do trabalhador, com a garantia de continuidade de atenção nos diversos níveis de complexidade. 



  



É um componente estratégico e prioritário da atenção à saúde. Os objetivos da Assistência Farmacêutica são assegurar a acessibilidade e a disponibilidade de medicamentos da Farmácia Básica (antibióticos, antitérmicos, analgésicos etc), garantido uma farmacoterapia de qualidade à população, com ênfase aos grupos de risco. Tem como finalidade, também, garantir o uso racional de medicamentos essenciais e outros insumos, assegurando a eficácia dos cuidados farmacêuticos ao paciente e à comunidade. É dever dos gestores municipais assegurar o acesso aos medicamentos essenciais, garantindo, assim, a contrapartida no Pacto da Assistência Farmacêutica



       



Tem como papel o constante monitoramento da saúde-doença dos grupos sociais. A atuação não se restringe à espera de sinais de alarme, mas na detecção precoce de estrangulamentos ou de nós críticos que evidenciem os problemas e as necessidades de saúde



Atenção Secundária


É prestada por meio de uma rede de unidades especializadas – ambulatórios e hospitais –, garantindo o acesso à população sob sua gestão.
                              

      Está baseada na organização do Sistema Microrregional dos Serviços de Saúde, de acordo 
com a definição do Plano Diretor de regionalização               (PDR), que tem como objetivo definir as diretrizes para organização regionalizada da Atenção Secundária. 


   A organização da Atenção Secundária se dá 
   por meio de cada uma das microrregiões do 
   Estado, onde há hospitais de nível secundário 
    que prestam assistência nas especialidades 
básicas (pediatria, clínica médica e obstetrícia), 
    além dos serviços de urgência e emergência, 
ambulatório eletivo para referências e assistência a pacientes internados, treinamento, avaliação e acompanhamento da Equipe de Saúde da Família (ESF). 


Atenção Terciária

                       



É a atenção da saúde de terceiro nível, integrada pelos serviços ambulatoriais e hospitalares especializados de alta complexidade. 
A Atenção Terciária é organizada em pólos macrorregionais, 
através do sistema de referência. 

O modelo técnico-científico de atenção à saúde, que 

privilegia o hospital como ambiente para a prática de cuidados, contribuiu para que a atenção terciária permanecesse no imaginário popular como nível de atenção à saúde de maior importância . Com efeito, é comum ver a mídia em geral destacar novíssimas tecnologias e até mesmo técnicas experimentais como sendo soluções para os problemas de saúde. Liga-se a imagem do hospital bem equipado à de eficiência de sistema de saúde.



Um comentário: